top of page
Original.png

PRODUÇÃO DE BRIQUETES A PARTIR DE BIOMASSA FLORESTAL AGREGANDO RESÍDUOS PLÁSTICOS PARA COMBUSTÃO

MAELE COSTA DOS SANTOS
SÉRGIO METH MORGENBESSER
TÂNIA REGINA DE SOUZA
ALEXANDRE DENES ARRUDA
THAMIRIS RENATA MARTINY
FERNANDA RODRIGUES DA COSTA
FABIANO DA SILVA LOPES
MAURICIO HENRIQUE NOVAIS FURTADO
ELIZANDRA MARTINS CUPERTINO
CIBELE MENSCH CANABARRO
ANDERSON CAGLIARI

ISBN: 978-65-84897-43-4

DOI: 10.46898/home.

3193a6ba-7729-4e17-afd6-ad4bfd6c0d5c

Sinopse

As biomassas atualmente são as matérias-primas mais abundantes para a produção de bioenergia. Os resíduos agrícolas e os resíduos florestais são exemplos de biomassas aplicadas à produção de energia. O Brasil se destaca na produção de madeira de eucalipto, possuindo uma vasta área para plantação. Outros resíduos que geram elevados impactos ambientais, principalmente no reino aquático, são os resíduos plásticos, que possuem decomposição lenta. A fim de minimizar esses impactos, novos meios de aproveitamento de resíduos estão sendo desenvolvidos. A produção de briquetes torna-se uma excelente alternativa para a produção de energia utilizando resíduos. Desta forma, analisou-se no presente trabalho as propriedades energéticas da biomassa e dos briquetes produzidos de serragem com e sem plástico PEAD, bem como a resistência a compressão dos briquetes. Os ensaios estimaram o teor de umidade, massa específica aparente e a granel, densidade energética e poder calorífico superior e inferior para a biomassa e para os briquetes, bem como a realização da análise termogravimétrica para os briquetes moídos. A biomassa apresentou uma massa específica a granel de 227,3 kg/m3 e um diâmetro médio das partículas de 0,74mm. Os briquetes contendo plástico apresentaram uma umidade final de 1,53%, poder calorífico superior de 7913,6 kcal/kg, densidade energética de 9,78 Gcal/m3 e resistência à compressão diametral de 9,33 Mpa. Já os briquetes contendo somente serragem, apresentaram um poder calorifico superior de 7688,4 kcal/kg, densidade energética de 8,58 Gcal/m3 e resistência à compressão diametral de 4,92 Mpa. Os resultados mostram a viabilidade energética e mecânica da produção de briquetes, com esta combinação de resíduos.

Data de submissão:

2 de fevereiro de 2023 18:26:38

Data de publicação:

14 de maio de 2023 14:13:21

Gostou? Comente!
Noté 0 étoile sur 5.
Pas encore de note

Add a rating
Partagez vos idéesSoyez le premier à rédiger un commentaire.
bottom of page