top of page

O SISTEMA EUROPEU DE TRATAMENTO DE REFUGIADOS E A CRISE HUMANITÁRIA EM LAMPEDUSA: UM CHAMADO À PROTEÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

Trabalho em Anais

PATRICIA PARIS CASA

DOI: 10.46898/home.

3362bb0d-29ee-49c4-8eef-0223678fe54b

Sinopse

Este artigo aborda os desafios que a sociedade internacional ainda enfrenta na busca por uma comunidade ideal, quase 70 anos após a Declaração dos Direitos do Homem de 1948. Apesar dos avanços na consolidação dos direitos humanos após as grandes guerras e massacres do passado, o século XXI testemunha um retrocesso nesses direitos. Novas formas de supressão surgem, como a construção de muros de resistência migratória na Grécia, Bulgária e na fronteira com a Turquia no Oriente Médio.
Um contrassenso é observado nos locais destinados a abrigar os necessitados, onde a situação se assemelha a verdadeiros campos de concentração, com escassez de comida, medicamentos, leitos e vestimentas, além da falta de esperança em dias melhores. O artigo concentra-se na análise da crise migratória em Lampedusa, uma ilha no Mediterrâneo que se tornou um destino para refugiados e migrantes em busca de uma vida melhor na Europa.
A análise é feita a partir das perspectivas da política internacional e dos direitos humanos, destacando a negligência e falta de compromisso das autoridades em relação aos direitos dos refugiados e migrantes, que arriscam suas vidas em busca de segurança e proteção. O artigo ressalta a necessidade de estabelecer mecanismos efetivos de proteção e ampliação dos direitos humanos, garantindo a dignidade e a integridade física e mental dos refugiados.

Data de submissão:

19 de junho de 2023 13:20:53

Data de publicação:

22 de julho de 2023 11:27:42

Gostou? Comente!
Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page