top of page

DA MIMESE platônica AO MIMIMI BOLSONARISTA E A CENSURA à arte: o choro É LIVRE?

Temas de Linguística, Letras e Artes

Savana Goulart Serafim
Amanda Cecatto Alcântara

DOI: 10.46898/home.

93e99aac-d11d-4ba1-9602-4eac002db613

Sinopse

Trata-se de artigo sobre o anacronismo da censura à arte e/ou do dirigismo estético a partir de uma análise interdiscursiva entre textos de Platão e pronunciamentos do atual Presidente da República brasileiro, Jair Bolsonaro. Tenta compreender as motivações e relações de poder entre as narrativas comuns. O referencial teórico que sustenta a pesquisa tem origem na Análise do Discurso. Como efeito de fecho, o estudo sugere que o discurso baseado no controle cultural é sobretudo político, recorrente na história através da memória coletiva, que metamorfosea a catarse social da liberdade e neutralidade de pensamento – de uma não-ideologia – em cabedal para governos autoritários.

Data de submissão:

26 de julho de 2023 00:43:42

Data de publicação:

12 de dezembro de 2023 23:40:27

Gostou? Comente!
Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Agrega una calificación
Share Your ThoughtsBe the first to write a comment.
bottom of page