FAMÍLIA - UMA INSTITUIÇÃO CONSAGRADA E SOCIAL

Elaine Carlos da Silva

DOI: 10.46898/home.trab2022.32

Sinopse

Atualmente, até que ponto podemos considerar laços consanguíneos parentes de sangue como membros ou uma instituição familiar? Para constituir família deve- se constituir matrimônio? Trocar sobrenomes? Assumir outra família por parte do cônjuge? Ou simplesmente ir ao contrário de todas as regras estruturais, tradicionais, apresentadas a formas de organização de grupos sociais da espécie humana ou cultura? Em que momento a questão do incesto tornou-se proibido na relação humana?

Data de publicação: 

3 de outubro de 2022 12:53:06