“É COMO OBSERVAR PELA FECHADURA DA PORTA”: ANÁLISE REFLEXIVA ACERCA DA PANDEMIA DE COVI-19 NO BRASIL

Izani Gonçalves Dos Santos
Isaias Pereira Sa Silva

DOI: 10.46898/home.9786584897076.1

Sinopse

Nunca antes a compressão do espaço-tempo pelos meios de frenéticos de circulação e fluxos em dinâmica de redes globalizadas, principalmente aqueles articulados entre os grandes centros urbanos e cidades de menores portes, foram tão visíveis e importante na compreensão dos fenômenos espaciais, considerando a totalidade do espaço, a partir do pensamento de funções, estruturas e processos históricos de Milton Santos (2004), como no atual cenário da pandemia.

Data de publicação: 

14 de junho de 2022 20:50:53