top of page

A OCUPAÇÃO DAS ESCOLAS E CRÍTICA À CONCEPÇÃO DE FORMAÇÃO NA REFORMA DO ENSINO MÉDIO


 

O capítulo apresenta parte de um estudo realizado sobre o movimento de ocupações das escolas públicas estaduais na cidade de Irati, no estado do Paraná, ocorrido em outubro de 2016 em resistência à Reforma do Ensino Médio proposta pelo Governo Federal por meio de uma Medida Provisória (746/2016 transformada na Lei 13.415/2017). A análise resulta de uma pesquisa de campo, por meio de entrevistas, com jovens que participaram das ocupações. As representações elaboradas pelos jovens que participaram das ocupações apresentam a crítica à concepção de educação e de formação da Reforma Educacional e uma consciência política de que a juventude tem direito ao conhecimento para desenvolver um pensamento crítico.








8 visualizações0 comentário
bottom of page