top of page

CUSTOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA DE CERÂMICA VERMELHA DE UMA CIDADE DO PARANÁ


 

Tendo em vista a preocupação crescente da sociedade com a maneira que as empresas administram sua influência sobre o meio ambiente e como as mesmas fazem o registro de seus investimentos na manutenção dos desgastes provocados, surge a Contabilidade Ambiental, como importante ferramenta de mensuração dos investimentos feitos na área ambiental. O desembolso de recursos para a manutenção dos efeitos causados ao ecossistema gera custos, custos estes denominados de Custos Ambientais. Diante disto o objetivo geral deste estudo é analisar como uma indústria de Cerâmica Vermelha aplica a contabilidade para tratar os custos ambientais. Para tanto a pesquisa caracteriza-se como qualitativa, descritiva, bibliográfica, documental e estudo de caso. O estudo foi desenvolvido em uma indústria de cerâmica vermelha, localizada no eixo oleiro-cerâmico Imbituva – Prudentópolis - PR. A coleta de dados foi feita por meio de entrevistas semiestruturadas com questionários de pesquisa adaptados do estudo de Pereira et al. (2014). Com a revisão bibliográfica identificou-se que as Olarias possuem influência direta na natureza por retirarem desta sua principal matéria-prima, a argila, também fazem uso de lenha e na fase da queima liberam fumaça na atmosfera.










1 visualização0 comentário
bottom of page