top of page

O MESTIÇO EM INCA GARCILASO DE LA VEGA E GILBERTO FREYRE

Estudos em Ciências da Linguagem

Isabela Cristina Tavares da Silva

DOI: 10.46898/home.

71b9f4ab-7d71-4a1c-bd52-eff0f6c1d8c8

Resumo

O presente ensaio tem como objetivo principal apresentar uma discussão inicial intercultural a respeito da visão do mestiço em Nordeste, de Gilberto Freyre (2004) e Comentarios Reales de los Incas, de Inca Garcilaso de la Vega (1609). Por isso, toma como aporte teórico contribuições de estudos sobre identidade e colonialidade, para refletir a respeito das relações de poder estabelecidas a partir da mestiçagem e como elas se estabelecem no Brasil e no Peru. Contudo, conclui-se a partir da análise de fragmentos dos textos mencionados, que Gilberto Freyre (2004) inscreve o mestiço em posição de subalternidade, enquanto Inca Garcilaso de la Vega (1609) compreende o mestiço em ascensão na sociedade colonial.

Data de submissão:

15 de março de 2024 21:02:09

Data de atualização:

21 de março de 2024 13:44:56

Gostou? Comente!

Compartilhe sua opiniãoSeja o primeiro a escrever um comentário.
bottom of page