top of page

Trauma cranioencefálico: fisiopatologia, epidemiologia e cuidados de enfermagem intensivos

Estudos em Ciências da Saúde

Júlia Casa Fagherazzi
Mariana Iribarrem Ness
Luísa Brehm Santana
Djulia Andriele Wachter
Elisiane de Oliveira Machado
Susana Rocha Costa
Luana Praxedes
Simone Thais Vizini
Fabiano da Costa Michelin

DOI: 10.46898/home.

9a26d1e9-66e2-4996-aeb9-56958d5c7c20

Resumo

O trauma cranioencefálico exige cuidados intensivos para evitar complicações. A enfermagem desempenha papel crucial na detecção precoce e no cuidado direto dos pacientes neurocríticos. Essa revisão da literatura destaca a importância da prevenção de lesões secundárias e do cuidado multidisciplinar baseado em evidências. O manejo inclui vigilância constante e ação rápida para tratamento adequado. A enfermagem, por sua proximidade com o paciente, é essencial na identificação precoce de complicações. Conclui-se que a colaboração interprofissional e o conhecimento especializado são fundamentais para melhorar os resultados dos pacientes com trauma cranioencefálico em unidades de terapia intensiva.

Data de submissão:

13 de abril de 2024 22:40:59

Data de publicação:

29 de abril de 2024 15:00:00

Gostou? Comente!

Share Your ThoughtsBe the first to write a comment.
bottom of page