top of page

DESPERDÍCIO NUNCA MAIS: UMA QUESTÃO DE CULTURA.

Trabalho em Anais

Yasmin Neves Dias Silva
Emilly Mendonça Sousa
Marina Evelyn Rodrigues da Silva Nobre
Thiago De Morais Chaves
Hanna Karolayne Souza Nogueira
Joady Sousa Ferreira
Laura Cristina praseres da Silva Loiola
Vera Lúcia Neves Dias

DOI: 10.46898/home.

69fc33be-a4d1-4b16-b13b-e2d0eb6ebbcb

Sinopse

Garantindo a continuidade da humanidade na terra, algumas atitudes são analisadas associadas ao uso dos recursos naturais, que afetam diretamente a disponibilidade de alimentos, entre outras necessidades básicas. Sabe-se que há um aumento da população com estimativa de 80 milhões de pessoas anualmente. E o Brasil, através do ranking divulgado pela ONU, está entre os países mais populosos, além de ser um dos países com maior desperdício de alimentos no mundo, estando cada vez mais agravado por diversos fatores, entre eles barreiras legais que dificultam a doação de alimentos fora do prazo de validade ou considerados fora do padrão de consumo, prática que reduziria a geração de resíduos orgânicos. Nesse contexto, este estudo tem como objetivo avaliar a relação entre o direito humano à alimentação e a perda e desperdício de alimentos. Além dos fatores ambientais, econômicos e sociais, serão avaliados aspectos legais e bioéticos. Serão verificadas algumas iniciativas que, de certa forma, trazem melhorias as perdas e desperdícios no país.

Data de submissão:

17 de fevereiro de 2023 12:22:37

Data de publicação:

4 de junho de 2023 16:15:44

Gostou? Comente!

Share Your ThoughtsBe the first to write a comment.
bottom of page